Cartaz da Cidade - Logo

"Este artigo é o início da parceria com a Startup de Educação Life N Roll que tem como objetivo facilitar a transmissão de conhecimento de uma forma ágil que transponha o teórico e foque na prática através de uma metodologia criada que permite que uma pessoa, por um período específico de tempo, possa viver a vida de outra pessoa sempre na sua companhia. Esta metodologia é denominada Lifeshadowing. Vindo de encontro com os trabalho de desenvolvimento de comportamento humano - Giovanna Cardoso Coaching & Desenvolvimento. Tendo interesse nos procure para conhecer mais desta nova forma de transmitir conhecimento e se desenvolver."

Profissionais em transição e escolha da primeira carreira - Tomada de decisão para a mudança

Muitos profissionais que estão com sua carreira consolidada, sentem a necessidade de continuar crescendo, mas precisam dar um direcionamento para esta nova etapa de sua vida pessoal e profissional. Pois passaram um tempo adquirindo conhecimento na área, experimentaram desde a atividade mais operacional e, hoje, vivenciam posições como seniores de suas áreas, não visualizando crescimento que não seja tornar-se gestor de uma área, processo, pessoas. Este é um dilema que assombra tanto os jovens (entre 17 e 20 anos) que estão escolhendo sua carreira profissional através do curso de graduação, como os profissionais mais experientes que encontram-se no mercado de trabalho desenvolvendo suas atividades laborais como especialistas ou generalistas.

Mesmo não existindo dúvida na escolha da carreira a seguir, existe uma tarefa difícil que é a de qual caminho trilhar dentro da carreira profissional escolhida, principalmente nos dias de hoje, que uma formação nos proporciona muitas opções diante do cenário de desenvolvimento tecnológico e de prestação de serviços que temos atualmente. Pois as organizações tem uma infinidade de possibilidades de carreiras a seguir e, aqueles que não se identificam com estas oportunidades nas organizações no formato tradicional, hoje tem a oportunidade de seguir a carreira em Y, as quais exigem um conhecimento maior técnico e especialista.

Atualmente as organizações, tem a necessidade que estes especialistas tenham uma multidisciplinaridade e, que esta seja colocada em prática diariamente, principalmente por ter que exercer diversos papéis ao mesmo tempo e precisar saber gerenciar-se, além de ter atitudes empreendedoras para que a resolução de problemas alcance maior resultado para si, para a equipe e para a organização, mesmo não sendo um gestor como na carreira tradicional, neste formato o profissional precisará desenvolver relacionamento interpessoal e alto grau de resiliência, pois terá muitas situações diferentes com pessoas e processos. Podemos dizer que o ser humano está em constante aprendizado e, continua a formar e desenvolver sua personalidade, comportamentos, habilidades; de acordo com as experiências que tem ao longo de sua vida pessoal, acadêmica, profissional, familiar, com amigos e no meio em que vive (sociedade).

Como todo jovem, em minha adolescência tinha grandes dúvidas para escolher minha carreira profissional. Ao iniciar o curso de Magistério (formação de professora para ensino fundamental) percebi minha paixão por estar em constante aprendizado e ensinar o que aprendia. Então decidi cursar a graduação em Administração, iniciando minha vida profissional achei que trabalharia somente na área administrativa e, minha carreira seria linear (crescimento hierárquico) e facilmente trilhada dentro de uma grande empresa. Na área de Desenvolvimento Humano, desenvolvendo os trabalhos como analista e coordenadora, percebi que ainda permanecia o “sonho” de trabalhar com educação; ao identificar que além das crianças e jovens, os adultos (profissionais, experientes) precisam de constante aprendizagem e desenvolvimento. Mas grande parte das empresas não estão preparadas para receber seus colaboradores (independente de idade, formação e experiência) e o principal, desenvolvê-los de forma que contribuam para o crescimento da empresa, não apenas em lucratividade mas em sua permanência no mercado, que depende principalmente de como realizam a gestão interna de seus colaboradores.

Após a conclusão da pós graduação em desenvolvimento, ainda permanecia inquieta quanto aos resultados obtidos, quando decidi buscar pela formação de coaching concretizando um“sonho” para aprimorar meus conhecimentos e iniciar meus trabalhos como Coach e retornar a sala de aula como Professora. Pois o coaching, proporciona as pessoas reflexão sobre si, sobre seus comportamentos, estilos de vida e, pensarem em como estão se responsabilizando por suas escolhas e por sua vida.

Entendo que a escolha de uma carreira deve ser com base nas habilidades pessoais, inquietações, missão, valores que cada pessoa tem, desta forma será mais tranquilo as transições que acontecem durante a vida. Por este motivo com crescimento independente de liderar outras ou departamento, sendo possível o profissional escolher seu caminho, mas para isto é importante conhecer seu perfil, pois nem todos estão preparados ou desejam seguir este caminho, algumas pessoas gostam de estar ligadas a uma organização de forma linear (hierarquia) e, ter as formas de avaliação e crescimento tradicional.

O Coaching ajuda as pessoas a encontrar estes caminhos que muitas vezes sozinhos não conseguimos ver, principalmente com o dia a dia repleto de informações e exemplos que temos em nossas vidas. O Mentoring, também poderá lhe auxiliar principalmente com a vivência com profissionais que já trabalham na área e, vivenciando como é o dia de trabalho das profissões.

 

Giovanna Cardoso - Personal and Executive Coach e Professora

Postado em 13 de JUN 2017