Cartaz da Cidade - Logo

As observações dos pneus de seu automóvel são essenciais para diagnosticar se está na hora certa de trocá-los. Basta, apenas, um pouco de atenção e poucos minutos de observação pelas ruas e logo é possível notar muitas irregularidades nos pneus usados pelos veículos que rodam nas cidades.

Ao sair de casa, estando o carro com pneus em condições ruins, o motorista não coloca somente a sua vida em risco, mas também a de todos os passageiros e outros que estão na estrada. Os riscos são diversos e, ao mesmo tempo, essas condições são consideradas infrações graves, com previsão de punição de cinco pontos na carteira de habilitação e multa de R$ 127,00.

O pneu está gasto, chamado de “pneu careca”, segundo a Resolução 558/80 do Código Nacional de Trânsito, quando os ressaltos de borracha vistos de dentro dos sulcos atingem o tamanho de 0,6mm. Quando está chovendo, essa falta de profundidade dentro dos sulcos compromete o escoamento da água que fica entre o piso e o pneu, o que pode provocar a aquaplanagem e a perda de controle da direção.

Pneu careca não tem aderência e, em estradas de terra, corre risco de derrapar. Se estiver com chuva, ainda é possível que a roda entre em um buraco de lama e o condutor não consiga sair. E, ainda, as rodas travam com facilidade quando nos momentos de frenagem, o que dificulta a direção defensiva, além de grandes chances do pneu estourar devido a falta de proteção.

Uma recomendação muito importante é a verificação periódica do indicador de desgaste da rodagem - TWI (Tread Wear Indicators). Este indicador existente em todo pneu mostra o momento certo para efetuar a troca, reduzindo o risco de rodar com o pneu careca (imagem abaixo).

 

 

A estimativa da Polícia Rodoviária Federal de nosso país é de que carros mal conservados, com pneus carecas, são responsáveis por cerca de 20% dos acidentes nas estradas. Por isso, os motoristas devem estar atentos: a troca tem que ser feita antes de o pneu ficar completamente liso.

O rodízio é uma forma que o proprietário encontra para reduzir os gastos com a troca dos pneus e aumentar a vida útil do equipamento. Existem diferentes formas de rodízio: o paralelo, que constitui na troca dos pneus traseiros pelos dianteiros; a troca cruzada, em que o pneu dianteiro esquerdo é trocado com o traseiro direito e o traseiro esquerdo com o dianteiro direito; e existe ainda a opção de virar o pneu na mesma roda, fazendo com que os desgastes nos ombros dos pneus sejam igualados, em função da cambagem ou seja:  o ajuste da inclinação das rodas de um veículo em relação a um plano vertical. Qualquer que seja a escolha, o desgaste será uniforme. Estes rodízios devem ser feitos, em média, a cada 5 mil km.

“O perigo de rodar com pneus carecas está associado à redução da capacidade de frenagem, de deslocamento em curvas e risco de aquaplanagem, que acontece em dias de chuva, quando o solo fica molhado e o pneu perde o contato com a pista”, orienta a Sra. Telma Soares, Gerente Proprietária da Soares Pneus, em Juazeiro. “O pneu careca é liso, não possui os sulcos ou gomos para escoamento da água em dias chuvosos. Assim, o carro desliza com maior facilidade e o motorista pode perder o controle do veículo e causar um acidente”, alerta Telma. A troca dos pneus deve ser realizada quando a banda de rodagem atingir as marcas TWI, mesmo em apenas um ponto. “É importante observar que a troca deve ser feita de acordo com especificações do fabricante”, diz ela.

Para saber a hora certa de fazer a troca, Telma Soares ensina que é preciso checar o indicador de desgaste do pneu, que já fora citado aqui, principalmente antes de pegar a estrada. “Você observa o indicador de desgaste, um triângulo, ou então a indicação TWI e segue o centro do pneu. No centro do pneu, você encontra uns ressaltos. No momento em que a banda de rodagem, que é a face, estiver na mesma altura do indicador de desgaste no centro, ou seja, entre os sulcos, está no momento da troca”, explica a empresária.

Tomando esses cuidados com os pneus do seu veículo, você pode evitar acidentes e prejuízos financeiros, já que pneus carecas comprometem o bom funcionamento do carro. Não só a troca de pneus é importante, mas o alinhamento e o balanceamento também. Na Soares Pneus você encontra, além de pneus e serviços de alinhamento, balanceamento e cambagem, para deixar o carango seguro do jeito que tem que ser, as melhores marcas de baterias do mercado nacional, para que, de jeito nenhum, os condutores fiquem no “prego”, como normalmente falamos quando um veículo deixa seu condutor na mão, por problemas desta natureza.

Postado em 16 de JUL 2015